Descrição da imagem: card com fundo laranja claro. Na parte superior, cabeçalho com fundo roxo e título branco. À esquerda, as logos da Facom e do GJOL Cast. Título com fonte branca: “Acessibilidade, inclusão e informação jornalística durante a pandemia: onde estamos errando?” Abaixo, na primeira linha, vem as fotos dos participantes da reunião online. À esquerda, Cláudia Werneck, jornalista, escritora e idealizadora da Escola de Gente e, à direita, imagem do jornalista, historiador e ativista em prol das pessoas com deficiência visual, Edinilson Sacramento. Na segunda linha: à esquerda, imagem da mediadora do debate Luciellen Lima. À direita, imagem da professora de Libras Letícia Sacramento. E, no final, informação da Live: 24/07 às 18h, transmissão ao vivo com intérprete de libras. Link de acesso: https://facom.social/facebook No rodapé está o símbolo de acessibilidade em Libras e as logos da Facom UFBA, Poscom e GJOL.

Apesar de 24% da população brasileira, cerca de 46 milhões de pessoas, ter algum tipo de deficiência, segundo o último censo do IBGE, a acessibilidade e a inclusão ainda representam grandes desafios para produtores de informação no país. Para piorar esta situação, a pandemia da covid-19 trouxe diversas mudanças que impactaram a vida de surdos, cegos, deficientes físicos ou pessoas diagnosticadas com Transtorno do Espectro Autista. Mas será que os meios jornalísticos estão atentos às demandas deste público?

Para tratar desta temática, a quarta edição do GJOL Cast. Conversas Digitais, que acontece em parceria com o projeto “Em casa com a Facom”, terá como tema “Acessibilidade, inclusão e informação jornalística durante a pandemia: Onde estamos errando?” A sessão acontece no dia 24 de julho (sexta-feira), às 18h, com transmissão ao vivo pela página da Facom no Facebook e terá tradução para Libras.

Entre os convidados para a transmissão ao vivo estão Cláudia Werneck, que é jornalista, idealizadora da Escola de Gente, ativista em direitos humanos e pioneira na disseminação do conceito de sociedade inclusiva e acessibilidade da Organização das Nações Unidas na América Latina; Ednilson Sacramento, primeiro jornalista cego formado pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, licenciado em História, palestrante, discute estratégias e orientações sobre como citar pessoas com deficiência na mediação comunicativa; e Letícia Damasceno, professora auxiliar de Libras na UFBA, mestre em Língua e Cultura pela UFBA na linha de pesquisa Línguas, Linguagens e Culturas Contemporâneas.

Depoimentos gravados com questões e comentários de profissionais de meios jornalísticos também serão exibidos ao longo da transmissão. Entre eles estão os jornalistas Luiz Alexandre Ventura, do Estadão; Jairo Marques, da Folha de S. Paulo; Gabriel Torneiro, da BBC e Daniel Toco, da RecordTv Rio.

A edições anteriores do GJOL Cast. Conversas Digitais podem ser conferidas no canal do Youtube do GJOL.

GJOL Cast. Conversas Digitais: “Acessibilidade, inclusão e informação jornalística durante a pandemia: Onde estamos errando?”

Data: 24 de julho, às 18h

Transmissão: Página da Facom no Facebook, com tradução para Libras