Já está em funcionamento o Laboratório Hacker, iniciativa pioneira no Poder Legislativo, em todo o mundo, com o objetivo de promover ações colaborativas para participação no processo legislativo.

O laboratório é um espaço aberto para programadores e desenvolvedores de informática que trabalham com software livre. A expectativa é que novas ideias de aplicativos e sistemas digitais possam ser desenvolvidas no Laboratório Hacker para ampliar a transparência do trabalho legislativo.

A experiência sinaliza a importância do debate acerca da transparência governamental, a abertura dos dados públicos e, o mais importante, a apropriação coletiva e colaborativa que a sociedade pode realizar a partir deste processo de liberação dos dados. A temática ganhou maior visibilidade após a aprovação da Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527) sancionada em 2011 e pode representar para o jornalismo uma oportunidade de aprofundar práticas investigativas e desenvolver novas narrativas a partir de dinâmicas de produção e apresentação do conteúdo gerado a partir das bases de dados.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=C4BAxDpUxIA]

A criação do laboratório hacker foi aprovada pelo Plenário da Câmara, em dezembro de 2013, para estimular a participação de cidadãos em projetos de transparência. O laboratório dá continuidade à experiência do Hackathon, a primeira maratona hacker promovida pela Câmara Federal, no ano passado, para o desenvolvimento de aplicativos com o objetivo de aumentar a transparência do trabalho parlamentar e ampliar a compreensão do processo legislativo.