Ontem postamos um comentário sobre o crescente uso de publicidade nos Blogs e aparecimento de dois ícones, o Coelho e a Coruja, que identificam, respectivamente, blogueiros favoráveis ou contrários ao uso de anúncios em seus espaços.
Quando o Coelho está presente, o usuário sabe que o blog aceita publicidade. É uma forma simples do que, em inglês, se chama disclosure (exposição, revelação). Mas e quando o ícone do Coelho não está lá e a publicidade acontece disfarçada de uma postagem sem interesses ocultos, mas pela qual o blogueiro está sendo pago?
É exatamente isso que está ocorrendo, através de uma empresa norte-americana chamada Payperpost. Na Payperpost o blogueiro se registra, verifica a lista de anunciantes que estão solicitando postagens em blogs, cria uma postagem baseada nos requisitos solicitados pelo anunciante e envia para o Payperpost, para aprovação. Quando aparece no blog, nada a identifica como publicidade, mas o blogueiro está sendo pago pelo anúncio disfarçado.
A prática vem causando protestos e sugestões de que esse tipo de prática também deva ser submetida a “full disclosure“, com o blogueiro avisando, na primeira linha da postagem, que se trata de material pago.
Todos sabemos que, em alguns veículos da mídia tradicional, a prática é mais do que usual, constituindo a chamada “release press“, que transforma releases de empresas em “notícias”. Como também é comum a prática do merchandising, em novelas de TV e filmes, com produtos comerciais sendo sutilmente (?) anunciados no contexto das histórias. Mas, por outro lado, esses expedientes são também condenados pelos códigos de ética e acabam por produzir desgaste e perda de credibilidade dos veículos que deles lançam mão.
E quanto aos blogs?
Via Merodeando.

marcos palacios