Pioneiro no Brasil, o GJOL – Grupo de Pesquisa em Jornalismo On-Line – desenvolve pesquisas no campo do Jornalismo em Redes Digitais e das Novas Tecnologias de Comunicação desde 1995. No ano de 1997, o GJOL foi institucionalmente estabelecido como um Grupo de Pesquisa registrado no Diretório do CNPq e vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Culturas Contemporâneas (PósCom) da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (FACOM | UFBA), dentro da então recém-criada Linha de Pesquisa em Cibercultura. Nesses vinte anos, todo o repertório de investigações e atividades do grupo tem sido direcionado para as inovações no jornalismo e as intersecções com os aspectos da comunicação e da cultura digital.

Originalmente criado pelos Professores Elias Machado (hoje na UFSC) e Marcos Palacios (UFBA), o GJOL está atualmente sob a coordenação dos Professores Marcos Palacios e Suzana Barbosa.

Com o desenvolvimento dos trabalhos, a formação de novos pesquisadores e o alargamento do âmbito de suas atividades, o GJOL hoje configura-se como uma Rede de Pesquisa, envolvendo pesquisadores de várias Universidades Brasileiras, em diversos Programas de Pós-Graduação.

Cooperação internacional
Desde sua criação, o trabalho dos pesquisadores do GJOL contribuiu de forma decisiva para consolidar a pesquisa sobre o jornalismo digital no pais e formar pesquisadores de alto nível. Principal referência brasileira na pesquisa do jornalismo digital, o GJOL tem uma larga história de acordos de cooperação internacional com a Universidade Beira Interior e Universidade de Aveiro (Portugal), Universidade do Texas (Austin), Universidade Nacional de Córdoba, Universidade de Rosário, Universidade Austral da Patagonia e Universidade de Villa Maria (Argentina), Instituto Tecnológico de Monterrey (México), Universidade de Havana (Cuba), Universidade de Lille (França), Universidad Vic, Universidad del País Vasco, Universidad Ramón Lllul, Universidad de Valencia, Universidad de Santiago de Compostella, Universidad Pompeu Fabra, Universidad de Málaga, Universidad de Navarra (Espanha).

Universidades brasileiras
Além das redes internacionais, o GJOL tem participado e liderado redes nacionais de pesquisa através de convênios com outras instituições, mantendo relações permanentes com pesquisadores e grupos de pesquisa da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge), Universidade Federal do Paraná, Universidade Federal do Piauí, Universidade Federal de Roraima, dentre entre outras.
Importante ressaltar que, cada doutor, cada mestre formado no âmbito do Grupo, uma vez que assume a docência em instituições pelo país afora, passa a integrar a extensa Rede GJOL.

Atividades
As atividades do Grupo estão alicerçadas nos eixos de sustentação da Universidade – pesquisa, ensino e extensão – visando:

1) Articulação das pesquisas dos professores dos Programas de Pós-Graduação envolvidos, dos estudantes de mestrado e doutorado e dos alunos de graduação de todas as unidades congregadas nas Redes de Pesquisa estabelecidas;

2) Estudo orientado de bibliografia especializada no jornalismo digital, organização de grupos de discussão, seminários, congressos, conferências e;

3) Oferecimento de cursos sobre o jornalismo digital para profissionais e estudantes.

Os resultados das pesquisas do GJOL falam por si só. Este site pretende ser um repositório da produção acadêmica de todos os pesquisadores ligados ao GJOL e um ponto de referência para a pesquisa em jornalismo em redes digitais no Brasil.