Membros do GJOL apresentam trabalhos no Congresso UFBA 70 anos

Durante o evento será lançado o Academo, aplicativo desenvolvido pelo Projeto LabJor Convergente

divulgacao16Entre os dias 14 e 17 de julho, a Universidade Federal da Bahia realiza o seu Congresso UFBA 70 anos como parte das comemorações pelos 70 anos da instituição. Entre os milhares de trabalhos inscritos de discentes, docentes e técnicos da universidade estão três produções realizadas por membros do GJOL e do Projeto Laboratório de Jornalismo Convergente.

No dia 15 de julho (sexta-feira), às 15h30, na Sala 04 da Faculdade de Comunicação, a professora Suzana Barbosa, coordenadora do GJOL e do Projeto Laboratório de Jornalismo Convergente (CNPq), fará a apresentação e o lançamento oficial do aplicativo “Academo – Busca de Fontes Direcionada” juntamente com membros do projeto.

O Academo – desenvolvido em HTML5 e disponibilizado para as plataformas web e móvel (smartphones e tablets) possui em sua base de dados mais de dois mil professores pesquisadores da Universidade Federal da Bahia. Através do Academo, a comunidade acadêmica, jornalistas, professores de todo o estado, bem como a própria comunidade baiana terão acesso rápido e fácil às informações acerca dos pesquisadores da UFBA, sobre as áreas temáticas de pesquisa, o departamento e unidade de lotação do pesquisador, como contactá-lo, a localização da sua unidade a partir do recurso de geolocalização, dentre outras funcionalidades agregadas. Por outro lado, o Academo propiciará acesso gratuito e direto ao conhecimento gerado e produzido no âmbito da Universidade Federal da Bahia.

O Academo é um produto desenvolvido no âmbito do Projeto Laboratório de Jornalismo Convergente na etapa da pesquisa aplicada. O Projeto iniciou em 2011, quando foi aprovado no Edital Programa Primeiros Projetos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB), e prosseguiu a partir de 2014 com financiamento pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq, Chamada MCTI/CNPQ/MEC/CAPES Nº 22/2014 – CIÊNCIAS HUMANAS, SOCIAIS E SOCIAIS APLICADAS).

O projeto, desde a sua primeira fase, dedicou-se à investigação teórico-conceitual-analítica acerca da convergência jornalística, da produção para multiplataformas, especialmente sobre os produtos que denominamos como `autóctones´ porque criados especificamente para tablets e smartphones, assim como os formatos inovadores, as linguagens, o emprego de base de dados na composição e visualização de conteúdos, considerando-se o modelo de produção convergente, disponibilização e circulação para multiplataformas (impresso, web, celulares/smartphones e tablets). A etapa da pesquisa aplicada – prevista também desde o início do projeto – permitiu a experimentação com o desenvolvimento de um produto específico. Para tal, contou-se com o apoio de desenvolvedores e parceiros, os quais possibilitaram alcançar o objetivo de criação e realização do Academo.

A equipe do projeto – formada por doutores, doutorandos, mestres, mestrandos e graduandos da Universidade Federal da Bahia, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Universidade Estadual da Paraíba, Universidade Federal de Pernambuco e da Universidade da Beira Interior (Portugal) – tem publicado importante produção seja por meio de artigos científicos em periódicos referenciados, capítulos de livros, dentre outros. Toda a produção e demais informações pertinentes ao projeto podem ser consultadas neste link http://www.labjorconvergente.info.

Demais trabalhos

No dia 16 de julho (sábado), o doutorando Adalton dos Anjos Fonseca faz a apresentação “A inovação no jornalismo em revistas para tablets: uma análise a partir da convergência de conteúdos jornalísticos”, na sala 308, do PAF III, a partir das 8h. O tema da exposição é parte da sua defesa de mestrado no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas (PósCom), que aconteceu em dezembro de 2015.

No dia 17 de julho (domingo), a mestranda do PósCom Ellen Cerqueira apresenta o trabalho “Humor e violência simbólica no Facebook”, na sala 203, no PAF III. A pesquisadora fará uma reflexão sobre a violência contra a mulher representada através de postagens de memes em uma página popular no Facebook no Dia Internacional da Mulher.

Programação
Além da apresentação de trabalhos acadêmicos, o Congresso UFBA 70 anos terá palestras, debates, simpósios, mesas temáticas e intervenções artísticas. A solenidade de abertura acontecerá no dia 14 de julho, às 18h, no Teatro Castro Alves, e terá a conferência “Contra a universidade operacional e a servidão voluntária”, ministrada pela filósofa Marilena Chauí. Mais informações sobre o Congresso UFBA 70 anos e a sua programação completa clique aqui.